A arte de se fazer um jornal diário #not

Após um mês de sobrevivência em uma redação não posso dizer que sou um Ricardo Noblat de saias a ponto de querer reeditar aquele famoso livro que todo calouro lê para dizer que já entende um pouco da profissão. Tampouco vou dizer que vou subsituir o Alexandre Garcia e seus comentários escrotos no Bom Dia Brasil, que me despertam a gastrite logo pela manhã ao subestimar a capacidade de compreensão do telespectador.

Mas vou dizer que, apesar dos pesares, tem sido bom. Ainda não senti a tal vibe da política, mas já consigo rir nas sessões da Câmara e falar com esse povo com mais decência. Prefiro bem mais pesquisar vestidos para minha pasta de referências a ligar para o deputado x porque ele falou y sobre o z.

Em conjunto, o ápice da minha carreira consiste na viagem de ida e volta de Itajaí que fiz hoje com Oziel, o motoboy e no “feliz aniversário” de um vereador na sessão da quinta-feira passada. Ele disse que eu sou muito competente.

Não sei como ainda não fiz meu namorado surtar. Bom dia pra você que flerta com estudante de jornalismo. Aprenda que se quiser sossego, não é com ele que você vai ter. Deve ser difícil para quem não é da área conseguir entender horários, rotinas de trabalho e as preocupações de quem pira na notícia. Ensinem-me a fórmula. Agradecida.

Enfim, em um mês de trabalho cometi vários pequenos erros e uma grande cagada (morra de curiosidade). Comemorei meu aniversário com direito a bolo (de puro glacê) dado pela empresa e com uma ronda nos bares em troca de cerveja gratuita. Quem não foi, perdeu. Agora só no ano que vem.

Anúncios

Sobre Larissa Guerra

Jornalista e aprendiz de cozinheira. E-mail para: larissaguerra[@]uol[.]com[.]br
Esse post foi publicado em O discreto charme da quinta categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para A arte de se fazer um jornal diário #not

  1. marinamelz disse:

    Tu é minha Gay Talesse.

  2. Taísa disse:

    Só pra você não dizer que não falei das flores vim dar uma conferida. Mudou até de nome. É uma pena que eu tenha pedido demissão, assim teu Gtalk nem será animado. Nem andei com o motoboy, sinto que minha experiência não foi plena. Voltarei forever toda semana neste espaço, beijos te ligo e na quinta vamos beber etc.

  3. Andre disse:

    mas q

  4. Andre disse:

    mas qual foi a cagada???

  5. Ana Paula disse:

    tb fiquei curiosa. qual foi a cagada msm? contaí.

  6. Andre disse:

    eu sei qual foi…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s