A Sombra do Vento

(texto originalmente publicado no jornal Sênior de Balneário Camboriú. E sim, é de minha autoria.)

Em meio à invasão de livros que falam sobre livros, A Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón é um achado entre tantos. O espanhol, que antes escrevia apenas para o público infantil, é hoje um dos mais procurados no Brasil.

Barcelona, 1945. Daniel Sempere tem 10 anos e acorda numa madrugada sem lembrar-se do rosto da mãe morta anos atrás. Seu pai, um livreiro de obras raras, resolve levá-lo a um Cemitério de Livros Esquecidos. Lá o menino pega um desconhecido e velho volume chamado A sombra do vento de um igualmente anônimo autor Júlian Carax. E se apaixona pela história. E aí é que começam seus problemas.

Ao especular com amigos livreiros do seu pai sobre a existência de outros livros do autor, Daniel fica sabendo da existência de um misterioso homem que se encarregou de queimar todos os exemplares das obras de Carax. Este homem andou pelo mundo incendiando páginas e páginas e fareja as palavras de Carax como um diabo.

Nisso tudo três histórias vão se entrelaçando: a de Daniel, a do livro e a de Júlian, que também era barcelonense. Aparecem personagens a todo virar de página, e me arrisco dizer que o mais cativante é o quixotesco Firmin. Quem não leu, não perde por esperar. Apesar das descrições exageradas de Zafón, no maior estilo folhetim, a narrativa é caprichada, dá tantas voltas que até duvidei que o livro tivesse um final. Os fatos históricos que servem de pano de fundo para a história são delicados o suficiente para contar o que era Barcelona sob a ditadura de Franco sem apelar para a pieguice típica de ficções de guerra.

A Sombra do Vento é um livro democrático: bom para quem gosta de romance e aventuras, melhor ainda para quem acredita haver uma personalidade diferente em cada obra escrita. Mas mais do que isso, Zafón emociona por falar do amor pelos livros e do quanto as histórias criadas por outros modificam sempre um pouquinho de nossas vidas.

 

            A sombra do vento

            Autor: Carlos Ruiz Zafón

            Editora: Suma de letras

            Preço: R$ 42,90

Anúncios

Sobre Larissa Guerra

Jornalista e aprendiz de cozinheira. E-mail para: larissaguerra[@]uol[.]com[.]br
Esse post foi publicado em Livros lidos e saboreados. e marcado , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para A Sombra do Vento

  1. Gustavo disse:

    Meu deus!! Agora você está copiando e colando o que escrevem nos jornais? Quem foi que escreveu isso???

    Eu sei que foi você, bocó, que escreveu este texto!

  2. Gustavo disse:

    Ah e a casa própria será financiada pela Caixa!

  3. Ana D disse:

    rsrsr…Eu comprari um livro teu (pelos textos que leio por aqui) e também compraria um livro criticado por ti…Você tem discernimento…rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s