Sete meses

Eu ainda lembro o som do seu assobio.  Recordo muito bem de disputar as palavras cruzadas do jornal, e do seu sorriso disfarçado de mágoa quando eu completava todas as charadinhas. Eu não esqueci as paródias, as danças engraçadas, as reclamações sobre a comida da vó que segundo você tinha sabor de nada. Aquela comida tinha e tem até hoje o mesmo sabor de sempre. A macarronada, a sopa das noites congelantes da serra e também os pastéis das tardes de sábado tem o sabor da saudade.

Desde que você se foi eu cortei os cabelos, viajei poucas vezes, trabalhei mais ainda. Desde que você se foi, não coloquei os pés onde o seu corpo ficou. Não fui às missas. Nunca acreditei nesses processos divinos mesmo. Quando você se foi, eu fiz faxina e chorei, varria a casa e chorava. Ao mesmo tempo em que eu concordava que tudo tem um fim, eu não queria acreditar que nunca mais falaria contigo ao telefone. Eu não queria acreditar que a garagem está vazia, que seu Corcel não está mais lá. Nem suas ferramentas. Só sobrou o aparelho de som, que quando a gente saía ficava ligado “para o ladrão pensar que há gente em casa.”

Eu tive que ser forte, eu tenho de ser. Tenho uma vida pela frente, não? Mas não há um dia em que eu não sinta sua falta, em que eu não pense que deveria te contar isso ou aquilo. Em você eu só vi o melhor, e aprendi tanta coisa que seria imbecilidade minha dizer que há muito de ti aqui em mim. Eu só sou quem eu sou porque aprendi tanta coisa que passaria um tempo incontável para listar tudo. Desde aqueles atlas colecionáveis dos jornais, às construções de maquetes para a aula de ciências. Das ligações pedindo para me pegar no colégio porque estava chovendo.

Este final de semana vou de novo para casa. Estranho falar casa quando há três anos que minhas coisas não estão mais lá. É esquisito ainda entrar e só ver minha avó, fumando, tremendo, tomando café e dormindo deitada no sofá da cozinha. Eu sinto sua falta. Um beijo.

 

Com amor,

Cissa

Anúncios

Sobre Larissa Guerra

Jornalista e aprendiz de cozinheira. E-mail para: larissaguerra[@]uol[.]com[.]br
Esse post foi publicado em O discreto charme da quinta categoria e marcado , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Sete meses

  1. Larissa Tietjen disse:

    chorei. eu também adorava as histórias dele.

  2. imagemeidetica disse:

    Chorei [²]. Alias nem me fale em saudade.

  3. olá Filhotinha amada…
    Amo-te hoje, tanto quanto e muito mais – como se isto fosse possível –
    do que naquela madrugada de verão (25 de fevereiro de 19__), em Joinville. Virei aquela noite acordado, esperando vc nascer.
    Ao ver teu rosto achatado e lindo, pude perceber como sou feliz por ser seu pai.
    O vô e a vó não demoraram pra vir lhe conhecer… e demoraram menos ainda pra te amar…
    Em pouco tempo vc se tornou o nosso maior orgulho…
    te amamos. e, (todos nós) temos muito orgulho se sermos sua família.
    Te amamos… Te amamos… E Para sempre te amaremos.
    Tenho certeza de que o vô, onde quer que esteja, tem muito orgulho de vc também… e sente, também, muita saudade.
    Te amo minininha…. Deus abençoe vc.

  4. Sandra (mãezinha) disse:

    e que esse vô que qdo viu vc tão pequininha, segurou entre as mãos, ficou ali paradinho na ponta da cama observando aquele serzinho tão, pequeninho, e disse parece o vô, e tem nariz de chimbica…Graças a ele e
    com a ajuda dele inúmeras vezes vcs estão ai, vivendo dignamente, buscando conhecimentos, e isso era tudo que ele sonhou para as netas estudiosas, inteligentes que são, tem de cada um de nós um pouquinho, minha filha amada, mais que tudo na vida, meus tesouros,e que foram e serão sempre os amores do Vô João, estando em qualquer lugar serão sempre as netas do seu Guerra… Te amo muito!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s