Meu diploma não vale um pão francês!

Está decidido: Caso caia a obrigatoriedade do diploma de jornalista, como dizem as más línguas, eu vou largar esse curso. Pago uma pequena fortuna pra faculdade e meu diploma não vai valer nada? Como assim? E não adianta dizer que a Folha é contra o diploma, mas a favor da qualidade de ensino. Vivemos num mundo materialista e se a Folha não contrata Zé ninguém da vida, os jornais de interior estão aí pra isso. Já noto o sorrisinho cretino dos frequentadores de bar, bebem, bebem e acham que são o Diogo Mainardi de Balneário. Pobres coitados, porque até Mainardi é um idiota. Calcula só a prepotência desse povinho, de achar que um café com o vereador X vai elevar sua “influência” política. Isso sem falar nos veículos que são financiados por prefeituras.

Eu, Larissa Guerra, quero que meu diploma valha alguma coisa. Eu me estou me ferrando na faculdade desde 2006, e não admito sair dali com um canudo na mão que nem vale o dinheiro gasto na gráfica. E digo mais: o curso de Gastronomia me aguarda.

E enquanto o STF fica lá fazendo confraternizações que poderão mudar a minha vida e a de tantos outros calégas de profissão, fico sabendo de duas coisas que me contentaram: 1 – Gay Talese na Flip. Agora a parte depressiva: não tenho dinheiro para ir, não tenho dispensa da loja, Talese coitado vai morrer sem ter o prazer de me conhecer. Pobre. 2- Li no Comunique-se que a Revista Set vai fechar. Deus é mais, chega de reportagens nerds de filmes heróis. Sinto muito pelos jornalistas demitidos, a crise não ta fácil para ninguém. Nisso até o Lula concorda comigo, afinal a crise é culpa dos brancos de olhos azuis. Larissa Tietjen, Taísa Szabatura , Tamara Alves (que ainda por cima TRABALHA NUM BANCO, a capitalista imunda) e Simone Dallastra que se cuidem. É época de caça às bruxas.

Anúncios

Sobre Larissa Guerra

Jornalista e aprendiz de cozinheira. E-mail para: larissaguerra[@]uol[.]com[.]br
Esse post foi publicado em O discreto charme da quinta categoria e marcado , , , . Guardar link permanente.

10 respostas para Meu diploma não vale um pão francês!

  1. Gustavo disse:

    Olha sem querer te desanimar, a Edna é uma cozinheira formada em letras – habilitação em francês. Ou seja, até para ser cozinheira não precisa de um diploma de gastronomia.

  2. olha, esses dias entrevistei uma artista que me disse: “não é preciso ter diploma para ser artista. O artista precisa se autorizar a ser artista.” E acho que isso vale para nós também. Afinal, quatro anos de faculdade é too much para ser jornalista. E outra, o melhor da faculdade só vem no fim: tcc. Quando você nota que aprendeu muito pouco e tem de rebolar para aprender tudo de novo na prática.

  3. arteeculturaunivali disse:

    Vou fazer o curso de Terapia Ocupacional. Dito. Estresse nunca mais! Comemorei o fim da SET, sempre achei meia-boca. E sobre os olhos azuis: o Lula é uma babaca-mor.

  4. Roberto disse:

    Larissa, vou guardar meus comentários sobre o diploma pra postar no dia 16 de abril, discordo frontalmente da tua posição, mas acho que o que vai fazer a diferença no final das contas será a atitude. E atitude de jornalista você já tem. So, boa sorte, com canudo ou sem. Mesmo pq nem tirar vc da cadeia ele vai tirar mais…

  5. Ana D disse:

    Bom, esta resolução é algo surreal mesmo.
    Quanto ao outro post Oscar Wild é um dos meus muito amados…O Retrato de Dorian Gray foi o primeiro livro que li e que ao final fiquei “chpada” rsrs..Beijos

  6. costadessouza disse:

    difícil ser jornalista sem sentir raiva. de quase tudo.

  7. Taísa disse:

    E eu que poderia estar nas Ilhas Maurício. Nas Ilhas fucking Maurício na porra da África. Mas nãããão, eu, num ímpeto de “quero ser uma pessoa culta e trabalhadora” pedi demissão do meu emprego-balada-curtição pra voltar ao templo do saber, a Univali no caso. Depois da decisão americana de invadir o Iraque, esse é o segunda maior cagada do século XXI.

    Nossa, acabei de ter uma idéia genial, dessas de gênio que eu tenho; e se nós, eu mais você, abríssemos uma filial da PREMIERE no Brasil e conquistássemos os orfãos da SET. Dominaríamos o mundo em sete dias, tenho certeza…

    PRA SER JORNALISTA TEM QUE TER DISPOSIÇÃO, TEM QUE TER HABILIDADE. ..

  8. Taísa disse:

    Ei, fiquei meio azeda ao ler seu texto. Revoltei-me. Pra quem eu preciso dar pra que essa merda não ser aprovada?

  9. Gustavo disse:

    Cadê a atualização deste blog?

  10. geraldo disse:

    Pois é, estudei até o 4 ano de direito em uma das universidades mais antigas de São Paulo, gastei o que não devia, depois mudaram os codigos, não conclui, tô endividado até hoje ….kctê.
    Diploma qra quê? o técnico é melhor que o diplomado, o diplomado não faz nada sem o técnico do lado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s